XVII Batizado e Troca de Cordas Multiarte Capoeira

Categoria Pai: Mural 2015
em Geral

 

Aconteceu no dia 29/11 o XVII Batizado e Troca de cordas da Multiarte Capoeira.

 

Nossos alunos puderam vivenciar um momento especial, onde interagiram com professores, e colegas no jogo da capoeira.

Tivemos os alunos batizados, que são os que estão ingressando na arte e os que trocaram as graduações, mudando as cores das cordas e crescendo na modalidade.

Nas apresentações nossos alunos da educação infantil mostraram a Capoeira e os Movimentos dos Animais, onde trabalhamos com o princípio da naturalidade do movimento. Como rastejar, acocorar, engatinhar ou andar de quatro. Muitos movimentos foram inspirados na observação dos negros aos animais, como macaquinho, bico de papagaio, caranguejo, rabo de arraia, voo do morcego e etc.

Nossas crianças apropriaram-se dos movimentos e incorporaram os animais.

Os alunos do Fund. I (1º ao 5 º ano A e B) apresentaram o Colherim Agogô, onde com um simples par de colheres, podem ser criados muitos ritmos que acompanham danças e produzem sons que fazem todo mundo vibrar de alegria, desde tempos imemoriais até os dias de hoje. Nesta apresentação pudemos trabalhar com colheres de madeira o toque do agogô. As letras das cantigas foram elaboradas pelos alunos, já trabalhando a composição de músicas que é mais um conteúdo dentro da capoeira.

Os alunos mostraram ótima concentração, ritmo, coordenação e habilidade motora nesta apresentação.

O fundamental II e Médio A e B apresentaram um modelo de Puxada de rede trazendo um pouco da história dos negros depois do período da escravidão, onde os negros não acharam oportunidades de se encaixar no mercado de trabalho e procurava seu sustento no mar. À puxada de rede era acompanhada de cânticos.

A apresentação resgatou a história do Brasil colônia, onde nossos alunos representaram com grande dinamismo.

Gostaríamos de agradecer a presença de pais, familiares, direção e algumas coordenações, pois acreditamos na importância da valorização deste trabalho.

Coordenadora do Setor de educação Física

Mônica S. Gutierrez